Home PROJETO REDE DE SPRINKLERS
PROJETO REDE DE SPRINKLERS

 

REDE DE SPRINKLERS

http://www.protech.com.pt/Imagens/fire_sprinkler.jpg           

A função de um sistema/rede de sprinkers é detectar um foco de incêndio, dar o alarme, extinguir o incêndio na sua fase inicial ou limitar a sua propagação até chegar as equipas de intervenção.

Existem vários tipos de sistemas/redes sprinkler, que tomam a forma de:

Instalação húmida;

Instalação seca;

Instalação dilúvio;

Instalação preacção.

 

A especificidade deste sistema/rede obriga a uma analise de risco das instalações a proteger, tendo em conta:

A actividade exercida ou prevista;

A natureza dos produtos fabricados, utilizados, armazenados;

A tipologia e altura do armazenamento;

As características do edifício, pé direito, etc ...

 

Em função da análise de risco, resulta uma classificação para o dimensionamento do sistema/rede de sprinklers. As classificações resultantes são:

LH (risco ligeiro);

OH (risco ordinário);

HHP (risco elevado de produção);

     HHP 1, HHP 2, HHP 3 e HHP 4;

HHS (risco elevado de armazenagem);

     HHS 1, HHS 2, HHS 3 e HHS 4.

 

Em função da classificação é selecionado o elemento sprinkler (detector e difusor) com as seguintes características

Tipo: convencional, spray, ocultos, Sidewall (sprinkler de parede);

Temperatura de actuação: 57ºC, 68ºC, 79ºC, 93ºC, 121ºC, 141ºC, 163ºC, 182ºC, 204ºC, 227ºC até 343ºC;

Factor K de caudal: 57, 80, 115, 160;

Tempo de resposta RTI: standard (RTI>80), especial (50<RTI<80), rápido (RTI<50);

Sprinklers específicos: ELO (Extra Large Orifice) e ESFR (Early Suppression Fast Response) para riscos especiais.       

                    

Nossa mais valia para a sua tranquilidade e segurança:

 

Estamos habilitados pela ANPC (Autoridade Nacional de Protecção Civil) nos termos do Decreto-Lei nº 220/2008 de 12 de Novembro, da Portaria nº 1532/2008 de 29 de Dezembro;

 

Elaboramos o projecto, com cálculos hidráulicos por computador, de acordo com a norma EN 12845 (CEA 4001 - European Insurance Federation), exigida pelas companhias seguradoras europeias para celebração de contrato de seguro contra incêndios, ou de acordo com a norma NFPA 13.